terça-feira, 23 de novembro de 2010

Um Socorro Oculto


Ando preocupado... já é a quarta ou quinta vez que após um dia bom, no meu momento de descanso, venho a sonhar com algo sério e que anda me atordoando.

É fato a existência do efeito estufa, mas não foi por esta razão que andei pensando constantemente no assunto para estar sonhando com tanta frequência assim. Também é fato eu não ser vidente ou coisa parecida. Me indago e não encontro respostas.

Penso, no entanto, que devo, de alguma forma, contribuir para evitar esse desastre. Claro, sou consciente nato quando se trata de meios ecológicos, e por isso, as vezes, sou visto como o chato da história. Ser correto é ser chato... que pena, pois é o mesmo que dizer "ser altruísta é ser assassino!" (assassino de quem?) hum...

Este ato inconsciente se baseia no fato de vivenciar por cinco vezes um "flooding" nos meus sonhos. Pois é, se não fossem as políticas arcaicas baseadas em interesses financeiros, este problema já estaria resolvido. Não teria qualquer preocupação do tipo, mesmo que fosse inconsciente.

Mas bem, não estou aqui para criticar os atos dos homens das cavernas, mas sim para encontrar uma solução que de alguma forma, me faça sentir mais aliviado em estar fazendo algo prestativo para quem me deu razão à vida, pois somente assim, tentando, garantirei, de certo modo, a permanência das futuras gerações.

Seja coerente, seja sustentável.

Bom dia a todos.

[]s

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Doce Aventura

Hoje levantei com uma sensação muito boa, como se tivesse passado um dia inteiramente feliz. Estranho... estou numa péssima fase da minha vida e me senti assim, cheio de vigor. O motivo disto é o ilógico querendo me consolar pelos dias difícieis. Nada como ter um bom relacionamento com a nossa própria máquina. Quem melhor que ela para nos entender?

Ladilhas à parte, vamos ao que interessa.

Ontem, após um dia inteiro de trabalho, cheguei acabado em casa. Apesar do desgaste físico, consegui me manter acordado por mais umas horas. Afinal eu não iria conseguir deixar de login no MSN e dar um oi aos amigos e principalmente a uma pessoa muito especial.

Apesar de ter me sentido muito mal fazendo isto (por alguma razão), fui para a cama deprimido e dormi. Pois é, as vezes precisamos conversar com o nosso corpo para saber o que ele pode nos aconselhar, de que forma ele pode nos ajudar, o detalhe ficará no 'quando', pois no 'como' , somente você poderá fazê-lo.

Não demorou muito e comecei a sonhar. O sonho se inicia comigo vivendo num apartamento no penúltimo andar (não tinha como verificar isso, mas era a sensação que tinha). Estava sentado, assistindo tv e logo escutei gritarias dos vizinhos. Quando saio pela porta, me deparo com toda correria e o apartamento do lado em chamas. Só deu tempo de vestir algo e correr.

No meio da correria, uma garota linda, com lágrimas nos olhos e muito assustada, branquinha feito um floco de neve, com a pele macia que parecia uma seda e um cabelo lindo preso entre um prendedor aparentemente rosado, me pedia ajuda. Peguei-la nos braços, que não hesitou em me abraçar, e a levei para fora do edifício. Chegando ao solo, corremos sem direção e muito assustados, mas sempre sem desgrudar as mãos.

Por alguma razão desconhecida, haviam pessoas más procurando por nós. Não sei quais eram as intenções, pois logo em seguida a polícia também estava nos querendo (PS: sonhos são assim mesmo... hehe). Mais uma vez corremos, e quase nos encontramos encurralados. Só nos restou ir por cima. Cima? Sim, telhados. Subimos às pressas pelos muros e logo pelos telhados, chegando a uma casa com um sótão abandonado.

Nos encurralaram. Entrei em desespero. Agarruei-la pelo braço e puxei-la para que pulasse para o telhado inferior, no quintal da casa. Eu pulei e ela ficou. Mais desesperado ainda, pois não dava para subir, pedi para que ela se escondesse no sótão enquanto eu arrodiava para ajudá-la.

Levei uma década para chegar no mesmo local, enquanto até helicópteros já nos procuravam. Quando cheguei, havia um buraco aberto entre os telhados e eu não a via. Gritei seu nome (o qual desconheço) e logo ela surgiu, bem assustada, mas aparentemente determinada, pondo apenas a cabeça para fora, como se fosse um gato às espreitas. Fiquei muito feliz ao vê-la novamente e encantado pela graciosidade da atitude que tomou ao se esconder. Ela me chamou, e, desta vez, ela que agarrou o meu braço me conduzindo como se quizesse me proteger.

Descemos por onde ela sugeriu, por um muro com pregos enferrujados mas dobrados. E seguimos a nossa jornada fugindo de algo que desconhecíamos, mas a cada passo, parecíamos inseparáveis. Já estávamos linkados pelo destino.

Chegamos a uma casa abandonada e ali ficamos. Estávamos exaustos de tanto fugir de algo que não sabíamos e resolvemos dali não sair mais. Foi assim que nos demos conta da razão pela qual estávamos fugindo: não queríamos mais nos separar. Já estávamos perdidos de amor. E ali aconteceu...

Infelizmente acordei neste momento, claro, preciso ir trabalhar, hehe. Fica em aberto o final que cada um quizer dar a essa aventura maravilhosa. E, por esta razão, aconselho que tentem dormir da melhor forma e mais tranquila possível. Sonhar faz bem e o seu corpo agradece.

Um bom dia a todos.

[]s

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Particípios


Eu só queria poder...

Poder compartilhar todos os momentos bons e ruins da vida, como se não houvesse um fim.
Poder trocar carícias idolatrando você, que me faz sentir único.
Poder dizer repetidas e incansáveis vezes o quanto a quero do meu lado.
Poder fazer de tudo, passar por cima de tudo, somente para vê-la feliz.
Poder desfrutar do seu belo sorriso deitada ao meu lado com aquele olhar de me ama.
Poder não parar de pensar em você, que tanto alimenta a minha alma.
Poder sentir aquela falta enorme que você me faz, me fazendo fugir, só para saber como você está.
Poder não me importar com nada material, esvaziando totalmente os bolsos só para te ver sorrir.
Poder trocar idéias, para sempre analisar o quanto mais poderia ser feliz contigo...

As vezes acho que isto é impossível. Essa vontade que se torna uma dor insuportável dentro do meu peito fazendo quase que arrancar o coração. Só queria te fazer feliz, pois assim também seria... e por razões inexplicáveis, preciso que entendas algo:

Entenda que o fato de gostar de você não significa judiar, deixe isto para as hipócritas sonhadoras... que acham que homem ideal só existe em ficção.
Entenda que se eu não disser uma palavra é que parei para contemplar o brilho dos seus olhos ou o explendor do seu sorriso.
Entenda que se te magoei por alguma razão, é que no fundo me matei somente pra te proteger.
Entenda que se estou rindo à toa, é porque encontrei a mulher da minha vida.
Entenda que quando te abraço, é para me sentir protegido nos teus braços, pois só o calor do teu corpo me conforta.
Entenda que quando te dou uma flor, é que nela recordo a sua delicadeza.
Entenda que quando preciso de um tempo à só, é para não te chatear, pois sei que te sufocaria em estar ao seu lado o tempo inteiro.
Entenda sempre que a única razão para eu estar com você, é porque te amo.
Entenda que quando deixo rolar uma lágrima dos olhos, não é por estar triste, é por te amar infinitamente... só estou feliz.

Por favor, entenda que tu és e sempre serás o espelho da minha alma...

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Deixa Eu Ser Bobo

Deixa eu ser bobo
Acreditar que um dia
tudo possa mudar.
Deixa eu ser bobo
e seguir pensando em vc,
isso me faz bem,
mas também faz mal.
Deixa eu ser bobo
mesmo fazendo mal
não me importa.
Deixa eu ser bobo
sem me importar...
Esse calor no peito
é muito bom.
Esse gritar seu nome
é muito bom.
Essa vontade de vc
é que me mata.
Deixa eu ser bobo
Bobo... por vc.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O Outrem

Estou novamente apaixonado:
pela casualidade do nada,
pelo descuido do engano,
pelo anúncio do analfabeto...
Sou mesmo um tolo.
Perdi a passagem
e ainda sigo querendo ir de carona!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Um "P" de Paciência

Já dizia Camões:

"Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?"

Não sei se poderia haver outro soneto tão incompleto e completo, ao mesmo tempo, como este. Completo é por descrever com muita exatidão o sentimento que desenvolvemos ao pôr nossos hormônios à flor da pele... mas diria mais: à fusão da nossa incompreensão material, ou seja, à nossa alma. É nesta situação em que muitas vezes perdemos ou ganhamos um "pedaço" a mais de todo sentido da vida, de todo sonho impossível sendo alcançado... Mas onde entra o incompleto nessa história? Entra no fato do engano, do mono, das indagações, das lamentações:

- Amo, mas não sou amado(a);
- Ele(a);
- Pq?
- O que preciso fazer para ser amado(a)?

É comum se julgar em estar só e em amar de forma não-correspondida. O detalhe entra onde o não-buscar faz parte. Não é procurar, não é suprir carência, não é interesse, não é nada disso...
O que dizer a respeito disso tudo? NADA! Isso simplesmente acontece, seja através do insólito ou do simples convívio. A paciência e perseverança serão os focos que precisaremos pra vencer essas nossas angústias e medos.

Seja forte, pois tudo chega no seu devido momento... e quando chegar, aproveite ao máximo:


domingo, 17 de outubro de 2010

Desejo de Você


Em mais um dia passado
Andei pensando em você.
Tentei deixar acontecer
Mas ainda não era a hora
De poder te abraçar,
De sentir o teu corpo junto ao meu,
De calafriar...
Enquanto não chega esse momento
Me perco em meus sentimentos,
Entrelaçando suavemente os meus dedos
Entre os teus.
Adoro quando você os pega
E me puxa como se fosse teu.
Adoro quando dá aquele sorrisinho sapeca,
De menina levada,
De quem tem muito a dizer,
De querer...
Não vou mais aguentar.
É muito desejo de você!
Estou fora de mim quanto estou ao seu lado.
Mas vou me dominar!
Para enfim poder te dizer
O quanto gosto de você.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

domingo, 10 de outubro de 2010

Melodia da Alma



É interessante como a música nos faz sentir leves, agitados, tensos, etc. A cada nota tocada, uma exaltação de prazer. Muitos dizem que essa associação está na alma... e estão certos.

Mas o que vc considera como alma? Ah, fisicamente falando a nossa alma não passa de pulsos elétricos... ela é tudo aquilo que definirá o que vc é, unindo a referências mais importantes que o tornam humano, obviamente físico.

Marx dizia que se tratava da práxis. Eu diria que se trata do seu inconsciente, afinal idealismo e materialismo são conceitos dos quais o seu corpo falará por si, quando absorvidos conhecimentos durante a sua vida. Vc não luta por algo se não sentir raiva, ódio, paixão... Nem tampouco um bom jogador de futebol, um excelente tocador de piano ou um pintor sem os quais nunca tiveram quaisquer tipos de aprendizados seriam excelentes profissionais. Não é dom, o seu corpo já estava programado pra aquilo (biologicamente falando, está no seu DNA). No decorrer da vida, os conhecimentos absorvidos irão se alocando, de certa forma, no seu inconsciente e o seu corpo irá responder se vc irá desenvolver aquele atributo ou irá retraí-lo. Por isso o ser humano não pode ser considerado racional somente pq pensa...

O corpo de cada ser vivo foi programado pra demonstrar toda a sua capacidade física (não motora, e sim físico materialista) e não poderá de modo algum ultrapassar os limites que ainda é desconhecido. O ser humano é fisicamente limitado, e esse fato só se tornará trivial quando ele conseguir ter controle absoluto da sua inconsciência.

Voltando ao nosso raciocínio físico, sabemos que a música é feita por ondas de pressão que desestabilizam qualquer molécula a sua frente, ou seja, as fazem vibrar. Nesse processo o nosso tímpano recebe a energia (mecânica), processa em todo sistema auditivo e envia em forma de pulsos elétricos pro seu cérebro que será transformado numa informação a qual o seu corpo corresponderá, através de todo aquele conhecimento absorvido, associando com o seu inconsciente, transformado em práxis, medindo assim, a capacidade de vc gostar ou não daquela canção, assim como funcionará para todas as coisas.

É nesse intuito que em determinadas ocasiões, escutamos (os normais) diferentes estímulos musicais, dependendo do nosso estado emocional (inconsciente). Todo ser humano é eclético, o que vai influir na frequência de cada estilo musical, será a sua experiência vivida.

[]s

PS: Tentei ser o mais coerente possível, caso algo esteja incoerente, irei editando aos poucos. Afinal os meus conhecimentos sempre foram limitados (por preguiça de estudar).

domingo, 3 de outubro de 2010

Mais Monumental


Mais monumental que as flores
é o desejo de se dar...
Falo das flores pois além dos humanos,
não vejo coisa mais bela.
São entrelaços de curvas, cores e odor,
que encanta, desalmatiza,
fazendo-nos esquecer tudo ao redor
somente pra curtir aquele momento.

Mais monumental ao se dar,
vivenciando aquele magnífico momento,
é compartilhá-lo com a pessoa desejada.

Aquela que te faz sentir outra pessoa...
que te faz sorrir sem motivos,
que te faz chorar de felicidade,
que te faz perder a noção do tempo e espaço,
que te faz querer gritar pro mundo inteiro
a vontade de estar sempre ao seu lado,
fazendo-te sentir indefeso,
com medo de qualquer coisa que possa separá-los...
Aquela que enquanto vc a beija,
entrelaça os teus braços,
fazendo-te calafriar...
transformando aquele momento, num algo eterno.

Mais monumental que tudo isso,
é simplesmente ter vc comigo, para sempre!

[]s

Amigos & Amigos, considerações à parte.

Num campo de guerra, o soldado grita com o Capitão para trazer de volta o seu amigo que está no campo inimigo! O Soldado discute com o Capitão e vai em busca de seu amigo no campo de batalha. Passado algumas horas, ele volta mortalmente ferido com seu amigo morto nos braços.
Então o Capitão lhe diz :

Capitão: "Soldado, agora eu tenho um homem morto e um gravemente ferido. Pergunto-lhe se valeu a pena ir atrás do seu amigo morto?!?"

Soldado: "Claro que sim, senhor! Pois eu cheguei a tempo de ouvi-lo falar: ''Sabia que você viria, amigo!"

########

De fato, os amigos são partes de nossas vidas e muitas vezes damos pouco valor a isso. Em muitos deles, levamos consigo características assimiladas com o decorrer da convivência; valores bons ou não. É daí onde parte do que somos é retirada.

Reflitam.

Um bom dia.

[]s

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Coerçarte

Dias atrás, estava observando uns vídeos musicais do Shinedown no YouTube (segue link abaixo); uma música chamada Second Chance, que por sinal me trás recordações da minha constante luta pela sobrevivência moderna. Fiquei me indagando, pela beleza da música e da mensagem que o vídeo trazia, se as pessoas sabem o que é arte. Afinal, se trata academicamente, de "rabiscos pintados" ... Quanta coerção!

Então surtei:

"A Arte é tudo aquilo que nos faz sentir uma emoção extraordinária a ponto de vivenciar o todo num momento apenas."

[]s

Second Chance - Shinedown:

domingo, 26 de setembro de 2010

Introdução.

No decorrer do dia, as vezes até mesmo ao levantar da cama, "surtamos" com idéias que nos deixa inconfortáveis de certo modo. É difícil distinguir o que o nosso corpo deseja, o que ele nos quer passar e até as vezes nos avisar. O que importará é o que vc tem a fazer a respeito, que atitude vc tomará.

Tenha paciência!
Não julgue!
Respire antes,
reflita,
então tome uma atitude.

[]s