quarta-feira, 20 de abril de 2011

Dias de Chuva


Ah, dias de chuva!
Som das goteiras,
Água correndo,
Trovoadas e frio,
Muito frio.

Quão lindo fica teu rosto
Num dia desses.
Dentro da cabana
À luz da lareira
Aquecida pelo meu corpo,
Só você e eu.

Deitado ao solo
Desnudo meu corpo ao teu,
Transferências de calor
Embaixo das cobertas...

Ah, dias de chuva!
Contemplar a mais perfeita imperfeição,
Fundidos no mais puro sentimento
Com você ao meu lado
É fazer a minha imperfeição
Tornar-se perfeita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário