segunda-feira, 23 de maio de 2011

Papilio


Cores, vibrantes, perfeitas.
Em autismo levas semanas,
Em reclusão dias,
Até desenvolver-te por completo.

No estado inicial
Ganhastes habilidades.
Descobristes a vida!

Te reclusastes logo
Afoita, coagida, amargada...
Então solitária.
Cansada, dormistes.

Nos teus sonhos
Tanto fervor, tanta esperança
Unidas num só ser.
Esbelta, és linda.

Teu inconsciente chama!
Despertate!
No mais lindo amanhecer
Vente aos meus braços!

Te chamei, me ouvistes.
Agora nada te aflinge,
Estás segura.

Me roubastes a alma,
Te dei meu coração.
Não restou nada de mim,
A não ser você.

Voa Papilio!
Segura minha mão,
Cuida de mim,
Me faz feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário